Analisamos o que o mundo tem de melhor em sistema de saúde e aplicamos no Brasil

O sistema de saúde da França é considerado pela OMS um dos melhores do mundo, tanto em efetividade quanto em custo. A base do sistema é o clínico geral (médico de família) que é passagem obrigatória antes do acesso a qualquer especialista.

Nos EUA, há uma procura intensa por novas formas de prestação de serviços médico-hospitalares para melhorar a efetividade e os elevadíssimos custos da saúde. A utilização de “on-site clinics” está crescendo muito rapidamente como resposta das empresas às debilidades do sistema de saúde (similar à nossa saúde suplementar) e as empresas estão assumindo um papel maior nos cuidados da saúde dos trabalhadores.

O professor Clayton Christensen da Harvard Business School, especialista em transformação de indústrias, prevê que no futuro os empregadores nos EUA irão assumir um papel muito maior na saúde dos empregados, podendo inclusive substituir os atuais planos de saúde.

http://www.claytonchristensen.com/