Peste Negra: novos casos requerem atenção!

A peste negra, doença que dizimou quase um terço da população européia na Idade Média, voltou a chamar a atenção das autoridades. Um surto de casos em Madagascar – África, iniciado em Novembro do ano passado já acometeu 119 pessoas e gerou 40 óbitos. A doença é uma zoonose, a bactéria (Yersinia pestis) atinge ratos e a transmissão ocorre através de pulgas. O homem é um hospedeiro incidental, contraindo a doença ao ser picado pelas pulgas, por arranhões ou mordida de gatos contaminados. Os sintomas mais comuns são febre, calafrios, surgimento de gânglios bastante dolorosos e aumentados (ínguas), a pele desta região pode ficar avermelhada e quente. Esta é a chamada “Peste Bulbônica”, forma mais comum e que ocorre em 80 a 95% dos casos; sem tratamento evolui para a forma septicemica, disseminada, podendo gerar complicações. O comprometimento pulmonar é menos comum mas pode ser fatal e requer tratamento imediato. A Peste Negra tem ocorrido principalmente nas regiões com maior densidade populacional e nas áreas mais pobres, caso viaje para a África, procure seu médico para receber orientações.

Fique atento!

Entre em Contato